Autoconhecimento: economia de tempo e dinheiro nas organizações

15

A definição de empresa produtiva atualmente passar por economia de tempo e dinheiro aproveitando ao máximo a expertise de cada colaborador e investindo para que ele evolua nos pontos onde não tem um aproveitamento limitado. 

Esta é uma concepção moderna, que passou a ocorrer porque as empresas perceberam que funcionários com obrigações bem definidas e alocados nas funções corretas podem aumentar a produtividade e se tornarem protagonistas de um ótimo ambiente de trabalho.

Quando o profissional desenvolve seu autoconhecimento, ele exercita a inteligência emocional e adquire maior consciência sobre quais são seus propósitos e objetivos, se colocando como único responsável por seu crescimento na empresa.

Com auxílio da tecnologia e ferramentas de Análise de Perfil Comportamental sendo operadas por profissionais capacitados é possível entender melhor o universo de cada funcionário da empresa e usar tais informações de maneira benéfica à sua saúde financeira.

Neste tipo de análise existem alguns “perfis base”, que são considerados dominantes em relação aos demais. Neste perfis encontramos pessoas motivadas por desafios e que demonstram facilidade cargos de liderança. 

Temos também os perfis influentes, preenchidos por pessoas que gostam de trabalho em equipe e possuem facilidade na comunicação. 

Como perfis estáveis,  podemos definir as pessoas mais controladas e com habilidade na mediação de conflitos. 

Por último temos os perfis analíticos, que compreendem pessoas metódicas e  cautelosas, com facilidade para lidar com assuntos burocráticos e números.

Mas como isso tudo pode ajudar minha empresa?

Nos métodos antigos de gestão víamos o processo de recrutamento apenas como  avaliação de currículos e certificados para a escolha do melhor profissional para o cargo. 

Aspectos emocionais e outras particularidades de cada personalidade dificilmente  eram consideradas, o que acabava resultando em uma alta rotatividade e muito tempo – e dinheiro – perdidos até encontrar o profissional ideal.

Com a aplicação de técnicas de autoconhecimento, o recrutador é capaz de enxergar quais são as maiores vontades de cada colaborador e dividir melhor os setores da empresa levando em consideração as habilidades de cada um,  e melhorar a gestão como um todo ao identificar quais pontos devem ser melhorados em cada profissional.

É impossível realizar processos seletivos sem lidar com pessoas e por isso é fundamental entender a fundo quais são suas aspirações e áreas de afinidade, otimizando seu potencial e consequentemente aumentando o custo benefício em contratações.

Fontes: https://administradores.com.br/producao-academica/a-importancia-e-o-papel-do-autoconhecimento

https://www.ibccoaching.com.br/portal/coaching-e-psicologia/importancia-do-autoconhecimento/

Deixe uma resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui